Como lidar com a concorrência no mercado de eventos

10 entre 10 profissionais de eventos reclamam da concorrência desleal. E estão certos, em partes!

Você já atua no mercado de eventos ou está pensando em entrar para este segmento?  Você já deve ter notado que existem muitas outras empresas em sua cidade oferecendo o mesmo tipo de serviço que o seu, não é? De início, isso significa que o mercado é promissor e está em crescimento.

Enquanto um eficaz plano de negócios sempre leva em consideração a concorrência, muitos empresários cometem o erro de se preocuparem demais em como eles se encaixarão no mercado em comparação com o sucesso percebido pelos outros.

O seu concorrente

Quase todos os profissionais de eventos se sentem frustrados em relação à concorrência desleal em algum ponto. E com razão! Despreparo, preços muito baixos, pacotes enganosos, mentiras, vaidades. São vários os motivos que “prostituem” o mercado e o bom profissional deve saber lidar com estas situações.

Para se construir um negócio próspero neste ramo, ou em qualquer outro, é importante saber quando se deve olhar para o que a concorrência está fazendo, e quando se concentrar em seus próprios recursos, pontos fortes e desenvolvimento do negócio.  Tempo é o recurso mais valioso e focar demais no concorrente ao invés de colocar energia na melhoria do próprio negócio é improdutivo.

Veja como você pode projetar uma carreira sólida em eventos e, ao mesmo tempo, se libertar de emoções contraproducentes em relação a sua concorrência.

Pesquisa de Mercado

Fazer uma pesquisa de mercado é mais do que descobrir o preço que seus concorrentes estão cobrando. Pode parecer simples para qualquer empresa identificar seus concorrentes. A Seara sabe que a Sadia é sua principal concorrente.

No entanto, a concorrência real e a potencial é muito ampla. No geral, empresas de eventos estão mais propensas a serem ultrapassadas por novos concorrentes do que antigos e já conhecidos. È muito comum neste meio, escutarmos de donos de empresas tradicionais que não precisam de propaganda porque já são a “maior” ou a “referência” do mercado.

Também é bastante comum, empresas de eventos “esconderem” imagens de seu trabalho por medo da concorrência copiá-lo, deixando seu próprio site ou perfil do facebook com poucas fotos.

Este pensamento além de equivocado é perigoso. Primeiro por que toda empresa precisa de propaganda para manter sua marca em evidência no mercado e para conquistar novos clientes que não sabem quem é quem no segmento. Manter a concorrência a uma distância segura também é algo inteligente a se fazer.

Em segundo lugar, não mostrar seu trabalho por medo da concorrência, é se “esconder”. Na indústria de eventos, o que se compra é justamente o visual. Imagem é tudo neste ramo. Fotos da decoração, da iluminação, do vestido, enfim, o que o cliente quer ver são fotos e vídeos. Se a concorrência copiar, ótimo, você está virando referência no mercado. Nem esquente a cabeça com isso, apenas coloque sua logo nestas imagens. O que não vale é perder tempo com o que não importa.

Ultimamente, muitas empresas não percebem que seus concorrentes mais fortes estão na internet. Por exemplo, há poucos anos, as redes de livrarias estavam competindo para ver quem construiria o maior número de megalojas, onde os leitores pudessem se sentar em confortáveis poltronas e tomar um expresso. Entretanto, enquanto sólidas redes de livrarias decidiam quais produtos estocar em seus cafés, Jeffrey Bezos estava construindo um império on line chamado Amazon.com.

A miopia em relação aos concorrentes pode levar a um enfoque nos concorrentes atuais ao invés de focar nos potenciais e isso pode ter como resultado o fim de algumas empresas.

Ao avaliar seu concorrente, procure identificar qual público-alvo o mesmo está tentando atingir. Veja o seu site por exemplo. Ele é sério, clássico e de gosto refinado? Ou é engraçado, cheio de cores e parece uma salada de frutas? Espie o seu perfil do Facebook e do Instagram. Como é o seu trabalho? Acha que seu foco é a classe A e B ou C e D?

Faça um raio-x de seu cliente típico, e em seguida, faça um do cliente que você deseja trabalhar. Como ele ou ela são? O que eles estão vestindo? Onde é que eles compram? Quanto mais preciso você for, melhor na hora de fazer o seu marketing.

Empresas de eventos que fazem este trabalho antes mesmo de se lançarem no mercado estão muito mais propensas ao sucesso do que as que não fazem.

Preço

É neste quesito que a maioria dos profissionais de eventos se frustram mais: o preço. Geralmente, empresas novas ou inexperientes no mercado praticam preços muito mais baixos do que a concorrência na esperança de usar preços baixos para atrair novos clientes.

Você deve evitar isso a todo custo, se você quiser que seu negócio evolua.

É obvio que profissionais com décadas de experiência conseguem cobrar preços muito maiores.  Mas se você entrar nesta guerra de preços colocará a rentabilidade do negócio em risco. Preços muito baixos desvalorizam o trabalho de uma empresa. O contrário também é verdadeiro, portanto uma forma de se valorizar e conquistar clientes é cobrando um preço justo e condizente com a qualidade do seu trabalho, alinhados com a realidade de seu público-alvo.

O custo de um produto ou serviço não é medido apenas pela quantidade de materiais gastos nele. A hora trabalhada é tanto quanto ou até mais importante que a matéria prima. Pense bem nisso na hora de formular seus preços.

Se todos pensarem desta forma, o mercado como um todo ganha, pois será nivelado por um preço justo e não prostituído, tornando a concorrência mais leal.

Outras dicas

Além da pesquisa de mercado e pesquisa de preço, uma das dicas mais importantes para evitar emoções negativas em relação à concorrência é, focar no desenvolvimento de sua própria rede de relacionamento e parceiros, assim como em seu próprio desenvolvimento profissional, ao invés de ficar se preocupando com o que o fulano ou ciclano estão fazendo.

Desenvolvimento profissional significa participar de cursos e conferências na sua área. São lugares que você provavelmente encontrará concorrentes. Não se acanhe. Vá em frente e apresente-se.

Faça amizade com seus concorrentes, seja simpático e verdadeiro. Conquistar o respeito de seus concorrentes não só lhe trará boa reputação como até indicações valiosas.

Nunca se coloque em um pedestal de ouro. Deixe as vaidades de lado e trate todos com respeito. Ninguém é melhor que ninguém. As pessoas em geral não gostam de profissionais estrelas e arrogantes. O menos é mais, sempre.

Uma última dica, jamais fale mal de seus concorrentes. Isso para um cliente soa como falta de profissionalismo e pode até levar seus clientes até eles.

O mercado de eventos está sempre em alta e há espaço para todo mundo. Faça o seu trabalho da melhor forma possível, se concentre em atender bem seu cliente que o resultado será consequência.

Rafael Grizzo

CEO e Fundador do SeuEvento.Net

Especialista em Marketing Direto, Marketing Digital e Vendas

www.seuevento.net.br

 

Você pode se interessar também por:

1000x234-dez

banner

Anúncios

2 comentários sobre “Como lidar com a concorrência no mercado de eventos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s